Wednesday, September 14, 2005

SAX (http://www.sax.pt.to)

SAX é mais que uma peça de teatro...é uma vivência...é uma partilha de emoções!
É um transmitir que não há amor impossível...e que é possível falar de amor sem ser lamechas!
É uma comédia da vida real que em tanto nos afecta, que em tanto nos faz pensar e que em tanto nos faz rir! Somos nós, são os outros, são os homens e as mulheres! É a internet, é o vídeo. É o criar de um mito urbano que é muito real... e lindo!
4 actores, 12 personagens, 6 histórias...e uma CAMA! de 07 de Setembro a 01 de Outubro às 21h30 (de quarta-feira a sábado), no Auditório Carlos Paredes em Benfica.
Para vos aguçar o apetite, fica aqui uma cena linda!
Sempre-Noivo . algures na Baixa de madrugada .
Não voltarás. Eu sei que nunca voltarás. E isso dói.
Eu tenho saudades de ti... De tudo o que tu foste para mim e eu guardei bem fechado na memória, como o cheiro das velas e da madeira de cedro envernizada onde tu estavas.Como o altar mórbido da igreja onde acharam por bem deitar-te.A igreja onde nesse dia estaríamos a casar.
Sei que nunca voltarás...E dói muito... porque estás perfeita aqui dentro.Dói como se te tivesse tirado uma fotografia a tudo o que havia de melhor em ti, e de repente ficasse só com essa fotografia.
Da última vez que te vi, tinhas provado o vestido... lembras-te?Vestiste-o sozinha e puseste-te a olhar ao espelho, lá no teu sótão, onde em segredo fazias as tuas brincadeiras secretas...
Eu subi à tua procura... vi-te pela porta entreaberta... Sorrias.Sorrias tanto!E a magia daquele sorriso iluminava todo o quarto.
Estavas feliz, estavas tão feliz....E eu teria entrado no quarto e teria feito amor contigo, uma e outra e outra vez!.... E teríamos suado os dois o vestido, e teríamos sujo os dois o vestido...E depois arranjaríamos uma desculpa para a asneira, pois afinal o casamento era no dia seguinte.
Mas tive a certeza. Tive a certeza que daí a dois dias estaria lá à tua espera e tu aparecerias.
E depois tu não vieste.
Aquela tua certeza de que ias ser tão feliz estampada no teu rosto... essa certeza que me encheu de orgulho por saber que te deixava assim. Ficou gravada aqui...Tu estás aqui... E eu agora não te posso abraçar ou beijar ou sentir o teu perfume, ou ouvir a tua respiração mais e mais e mais forte.... Não posso!
E dói... Dói muito. Muito mais do que eu posso aguentar.

in SAX

4 comments:

Mónica said...

Amor é amor e para ser verdadeiro e sentido em toda a sua intensidade, eme tem de comtemplar todos os sentimentos que o coração pode sentir e todas as formas de o transmitir...
:)

Ana said...

Fiquei ainda com mais vontade de a ir ver... sabes com quem, não sabes?;)
O tal beijo*

marta b said...

Tu é que és um amor de pessoa! Só mesmo tu para dedicares um bom bocado do teu blog para promoveres a peça dos teus ex-colegas Guti. Que, concordo totalmente, é BESTIAL! Quem ainda não viu, toca a ir ver. Parabéns pela iniciativa. Beijo

polegar said...

:) sem palavras.... beijinhos